Basicamente o RMAN é um backup físico e o Datapump é um backup lógico.

 

Isso significa que esses métodos de backup funcionam em níveis diferentes. Onde
Um dump de banco de dados usando expdp(ou exp) é uma exportação de um ou mais esquemas de banco de dados, com a opção de fazer backup de DDL (estruturas de tabelas, views, sinônimos, procedures e etc.), além dos dados.

É utilizado utilitários Oracle, o Export/Import ou Data Pump, que geram um ou mais arquivos chamados de dump. Um dump pode ser utilizado posteriormente para recuperação de dados ou apenas as estruturas de triggers, procedures, tabelas e etc. Pode ser utilizado como exemplo para recuperação de uma tabela de maneira rápida.

 

O RMAN como já foi dito é um backup físico e a principal diferença entre os Backups gerenciados pelo RMAN e os outros métodos citados é que, o RMAN possui inúmeros recursos e configurações. Por isso, é o mais recomendado pela Oracle e o mais utilizado.

 

O RMAN é um utilitário Oracle, independente de SO, que pode ser utilizado para gerenciar e efetuar as operações de backup, restauração e recuperação de dados em banco de dados Oracle. Segue algumas características:

– Permite realizar backup do banco de dados inteiro(chamado de Backup FULL)
– Permite realizar backup de datafile(s) ou de tablespace(s)
– Permite realizar backup de control files e archive logs;
– Permite realizar backups incrementais;
– Permite compactar backups;
– Permite recuperar uma base de dados em um determinado estado anterior no tempo;
– Permite recuperar blocos de dados corrompidos;
– Permite integração com software de terceiros para gravar os backups;
– Permite recursos avançados, como processamento paralelo, para otimizar a performance de backups e restores.
– Permite clonar base de dados para implementar ambientes de testes e desenvolvimento;
– Entre outras opções e configurações;